quarta-feira, 22 de junho de 2011

prova 3° ano

1) No sistema capitalista a chamada mais-valia analisada por Marx significava:

a) Ao conjunto de trabalho não renumerado

b) O total de bens produzidos num dado período de tempo

c) A qualificação obtida pelo trabalhador com o desenvolvimento das técnicas

d) A soma de capital agregada à produção agrícola

2) Numa sociedade capitalista, as mercadorias configuram-se como “trabalho materializado” sob diversas formas. Assim sendo a força de trabalho pode se entendida como:

a) Uma mercadoria

b) Uma parte do capital da empresa

c) Um fator de produção

d) Parte das forças produtivas

e) Todas estão corretas e se completam

3) A Sociologia nasce sob a influência de duas Revoluções: a Industrial e a Francesa. Que aspectos da Revolução Industrial mais influenciaram a formulação de problemas e conceitos pela Sociologia?

a) A situação da classe trabalhadora, a transformação da propriedade, a cidade industrial, a tecnologia e o

sistema fabril.

b) O crescimento do radicalismo, a situação da classe trabalhadora, a religiosidade popular e o

conservadorismo.

c) O sistema fabril, o conservadorismo, o individualismo e a situação dos trabalhadores rurais.

d) A religiosidade, as mudanças na família, o individualismo e a transformação da propriedade.

e) O desenvolvimento da ciência, a situação da classe trabalhadora, a religiosidade popular, a tradição e o

racionalismo.

4) Segundo Karl Marx a máquina comanda:

a) O salário do operário.

b) A oferta do produto no mercado.

c) O corpo do operário.

d) A extração da mais-valia.

e) A divisão social do trabalho.

5) A formação do capitalismo pressupõe a existência de meios de produção e de reprodução. Em que consistem

esses meios?

a) Na propriedade da terra, no capital, e nos instrumentos de trabalho.

b) Na força de trabalho, na matéria prima, e nos meios de trabalho.

c) Na propriedade da terra, nos instrumentos de trabalho e no processo de trabalho.

d) Na propriedade da terra, nos objetos de trabalho e na mais-valia.

e) Na força de trabalho, no trabalho humano e na matéria prima.

6) A Sociologia não se limita ao estudo das condições de existência social dos seres humanos. Todavia, essa constitui a porção mais fascinante ou importante de seu objeto e aquela que alimentou a própria preocupação de aplicar o ponto de vista científico à observação e à explicação dos fenômenos sociais. Ora, ao se falar do homem, como objeto de indagações específicas do pensamento, é impossível fixar, com exatidão, onde tais indagações se iniciam e quais são os seus limites. Pode-se, no máximo, dizer que essas indagações começam a adquirir consistência científica no mundo moderno, graças à extensão dos princípios e do método da ciência à investigação das condições de existência social dos seres humanos. Sob outros aspectos, já se disse que o homem sempre foi o principal objeto da curiosidade humana. Atrás do mito da Religião ou da Filosofia sempre se acha um agente humano, que se preocupa, fundamental e primariamente, com questões relativas à origem, à vida e ao destino de seus semelhantes.” (FERNANDES, Florestan. A herança intelectual da Sociologia. In: FORACCHI, Marialice e MARTINS, José de Souza. Sociologia e Sociedade. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1977, p.11.)

Pode-se concluir do texto que a Sociologia

01) nasce e se desenvolve procurando compreender a

Idade Média. Os sociólogos utilizaram os recursos

explicativos gerados, sobretudo, pelas doutrinas

religiosas para analisar a organização do mundo.

02) empreende uma reflexão sistemática sobre as

transformações sociais em curso nas sociedades em

que a ciência se tornou uma poderosa ferramenta de

compreensão do mundo.

04) define, ao refletir sobre os conflitos estabelecidos nas

relações entre indivíduo e sociedade, que a função

dos sociólogos é encontrar soluções para esses

conflitos.

08) objetiva construir formas de conhecimento científico

sobre a realidade, estabelecendo teorias e

metodologias que gerem compreensão dos

fenômenos sociais.

16) elabora um estudo organizado do comportamento

humano. Logo, podem ser objetos de estudo dessa

ciência, dentre outros: as formas de exclusão social,

os novos arranjos familiares, os processos de

construção da cidadania e o fenômeno da violência

urbana

7) O Manifesto de 1848, de Marx e Engels, estipula um sentido particular para o termo burguês. A opção que melhor expressa este conceito é:

A) O burguês é toda pessoa que, não tendo necessidade de vender sua força de trabalho para outrem, ou seja, de exercer trabalho assalariado, ainda assim mantém um padrão economicamente elevado.

B) Burguês é aquele que, tendo um ofício, uma profissão, e a exercendo em estabelecimento próprio, explora a mão-de-obra dos aprendizes que, em geral, são oriundos das camadas mais pobres da população.

C) Burguês é sinônimo de detentor do capital, de capitalista que, graças à posse de um capital importante, faz trabalhar apreciável número de assalariados.

D) Burguês é considerado o profissional liberal, dono de alto saber técnico-científico, que atua por conta própria, recebendo somas vultosas pelos serviços prestados.

1 – A; 2 – E; 3 – A; 4 – E; 5 – E; 6 – SOMA 26; 7 - B

OBS: Havia uma outra prova cuja a soma era 52

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. seu conteúdo está todo cortado, como posso aproveitá-lo? conserta isso cara.

    ResponderExcluir